Consciência Negra ou Consciência Humana?

É fora da data, mas vale a reflexão. Tanto porque, não é só nessa data que devemos pensar nisso!

Não concordo com o dia da Consciência Negra!
Mas, calma! Vou explicar o porquê.
Acredito que deveria haver o dia da Consciência Humana. Celebrar um dia da Consciência Negra é dizer que o negro é diferente e acaba afirmando a discriminação. A consciência deveria ser de que todos somos humanos, somos iguais indiferente da cor ou qualquer outra característica.
O mal que a discriminação fez no passado talvez nunca será apagado da história nem mesmo reparado. Mas chorar dores antigas nos impedem de sorrir a vida de hoje e de transformar o futuro. Se ainda hoje declararmos que negro e branco são diferentes, nada nos diferimos dos que antes assim o faziam. Porém, se nos declararmos humanos e iguais, no futuro essa marca poderá ser apagada pelo menos dentro de nós, no consciente e/ou inconsciente coletivo (sei lá).
A questão é: queremos mesmo que essa marca seja apagada? Ou queremos relembrar? Como uma raiz de amargura? Como rivalidade de famílias "à lá Romeu e Julieta?".
É necessário, principalmente encabeçado pelo povo cristão, o anúncio do perdão! O apagar das marcas do passado. O orgulho de um novo começo, o sonho de um futuro sem as marcas do passado. Dar fim as diferenças!