Eu nunca

Eu nunca soube lidar com as horas
Eu nunca quis que tu fosses embora
De que adianta falar agora
O frio dentro é maior que fora
Da alma a dor a razão explora
Faz poesia fora de hora
Amassa tudo e joga fora
Embora há quem gosta e adora
Repete 7 vezes e até decora
Gramatica, dramática
Razão matemática
Cultura prática
Desliga a função automática
Dessa repetição sonora
Mania estética poética que me devora
Que não me abandona, que me namora
Que em mim está dentro e fora
Mesmo assim, não se sabe onde mora
Sabe que jorra
Como se palavras fossem gotas/lágrimas
A inspiração chora
Auto-explora
E vai embora
Agora