Empatia

VOCÊ JÁ IMAGINOU COMO SERIA SEU MUNDO SE VOCÊ NÃO PUDESSE OUVIR?




Escrito por:Rodrigo G. Silva - para Memorial Embú


Queria fazer um jejum diferente ... Ok! Já resolvi. Vou fazer jejum de ouvir!Você já não ouviu falar de jejum de ficar sem falar?Então, porque não pode existir um jejum de ficar sem ouvir? Seria ótimo, não escutaria fofocas, não escutaria ninguém falar mal dos outros, não vou ouvir piadas obscenas, nem palavrões, nem emprestar meus ouvidos a qualquer tipo de palavras malignas...


Mas como vou conseguir fazer isso? Pra parar de falar é só fechar a boca, mas parar de ouvir não tem como. Posso talvez colocar algodão no ouvido, mas mesmo assim continuarei escutando. Acho que nunca consegui ouvir apenas o silêncio.


Vivemos em um mundo que não se sabe mais o que é silêncio. Há sons sendo emitidos a todo o momento, pessoas falando, músicas tocando, carros acelerando, máquinas funcionando, pessoas com fones nos ouvidos... Qual foi a última vez que você apreciou um momento de silêncio? Digo silêncio mesmo, sabe? Silêncio verdadeiro.


Esses dias fizemos um minuto de silêncio na escola pela morte da mãe do coordenador. Nossas bocas estavam fechadas mas no ar havia sons, fluindo de várias fontes diferentes. Não existe mais o silêncio absoluto. Talvez só no espaço, na Lua, quem sabe?


Agora, como será que é ficar sem escutar? Só de pensar dá uma aflição. Como será a sensação de uma pessoa que é surda? Distingo pelo menos dois tipos básicos de surdos: os que nasceram surdos e os que adquiriram surdez por algum motivo (essa frase parece contraditória. Como se pode adquirir uma perda? Ou seja, surdez é a perda da audição, nada está sendo adquirido mas sim, sendo perdido).


Aquela pessoa que perdeu a audição já passou pela experiência de escutar e, embora não ouça mais, sabe como era quando ouvia. Mas aquela surda de nascença jamais ouviu, portanto, não sabe como é essa percepção. Que coisa mais estranha, né?


Como um surdo de nascença saberá que foi curado se ele não sabe o que é ouvir? Qual será a sensação de ouvir pela primeira vez? Sei de uma história de um cego que passou a enxergar e confundia imagens de fotografias com imagens reais, também não conseguia compreender que a imagem no espelho não era real... E como será com o surdo? Aprender o que são os sons, o que eles significam, diferenciar uma voz real de uma gravação, deve ser bem difícil.


Quando a gente tapa nossos ouvidos e consegue simular uma surdez, deixamos apenas de ouvir os sons ao nosso redor, mas podemos ouvir os nossos sons interiores, podemos ouvir o pulsar de nosso coração... Será que o surdo pode ouvir o pulsar de seu próprio coração?


Por falar em coração. O seu foi alcançado por esta reflexão? Espero que tenha sido gerado em você um amor e uma compreensão maior da realidade dos nossos irmãos que não podem escutar. E que o tratamento que dispensamos a eles seja melhor daqui em diante, dando um pouco mais de atenção, procurando aprender um pouco de libras pra podermos nos comunicar, procurando receber melhor, acolher, amar e respeitar e principalmente, não discriminar, não ter preconceito, pelo contrário, usarmos de empatia e nos colocarmos no lugar deles, que é a proposta da pergunta:


VOCÊ JÁ IMAGINOU COMO SERIA SEU MUNDO SE VOCÊ NÃO PUDESSE OUVIR?


[Rodrigo G. Silva]